José Lino Souza Barros

Coluna do José Lino Souza Barros

Veja todas as colunas

Professor

No Dia do professor, um texto do escritor Fabrício Carpinejar

15/10/2019 às 11:59
Ouça na Íntegra
00:00 00:00

Um professor sempre será melhor do que o Google. Porque o professor não dá uma informação, conta histórias. Porque o professor funciona mesmo sem wi-fi, mesmo sem luz, mesmo no temporal. Porque o professor não facilita a busca, exercita a memória.

Porque o professor não cria dependência, mas possibilita amizades. Porque o professor pode mudar o destino de um assunto, voltar atrás, recomeçar de novo, dependendo das necessidades da turma. Porque o professor não realiza só o que você deseja, vai além com detalhes e comparações. Porque o professor lê a sua alma quando levanta o dedo para a pergunta, não apenas recebe uma dúvida. (...) Porque o professor não coloca o seu salário acima da vocação, não coloca as circunstâncias acima dos indivíduos.

Porque o professor não julga, é todo feito para compreender, e enxerga a nota como um retrato provisório de sua curiosidade. Aposta na recuperação milagrosa quando nem mais a família tem esperança. (...)

Porque o professor já foi aluno e entende que a atenção é resultado da confiança. Porque, quando dá as costas, o professor continua enxergando com os ouvidos. (...) Faz humor quando erra. Você aprende a ser humano como ele. Porque o professor fica feliz quando alguém demonstra saber mais do que ele. Porque o professor realiza trabalhos em grupo para os alunos se admirarem pelo conhecimento. Porque o professor cede o seu espaço para apresentações, torcendo para que um aluno goste de ser professor no futuro.

Porque o professor sofre com elegância. Nunca saberá quando está triste. (...) Porque o professor é o próprio livro falado, encadernado de expectativas de que vá até o fim. Porque o professor repassa a lista de chamada para você se pertencer dia após dia. Porque o professor diferencia a ignorância da burrice. Ignorância é falta de vontade, burrice termina com o esforço. Porque o professor corrige as suas provas com comentários, personalizando as falhas e os acertos. Porque o professor acredita em você. O Google acredita apenas em algoritmos.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link