Notícias

Atividades alternativas podem ajudar a tratar a depressão

Por Aline Campolina/Itatiaia , 11/11/2019 às 08:05
atualizado em: 11/11/2019 às 08:07

Texto:

Foto: Pixabay
Pixabay

Atividades alternativas podem ser uma ótima saída para o tratamento da depressão. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que mais de 300 milhões de pessoas, de todas as idades, sofram com o transtorno. Ainda de acordo com a OMS, a depressão é a principal causa de incapacidade mundial e contribui de forma importante para a carga global de doenças.

Recentemente um estudo publicado pela revista americana Fast Company revelou resultados bastante positivos no combate a doença após médicos do Reino Unido receitarem atividades de jardinagem aos pacientes. Neste caso, o contato com a natureza teria feito bem à saúde das pessoas depressivas.

Médico no hospital Madre Tereza, em Belo Horizonte, Dário Martins diz que a depressão é a doença do mundo moderno e existem outras saídas seguras para tratar o transtorno a não ser o medicamento. “Eu acho que não adianta tomar remédio se você não toma alguma iniciativa, como atividade física, lazer, jogar bola, trabalhar o artesanato, etc. Tudo que é fácil você tem que desconfiar. Se você toma um comprimido com água e acha que isso vai mudar a sua vida inteira, que há anos vem de maneira errada, é uma ilusão”, ressalta.

A exemplo do estudo publicado na revista americana, o médico destaca um projeto no hospital Madre Tereza, que é a criação de uma horta, onde o paciente  ocupa a mente com uma atividade diferente e relaxante. “Aqui, no meu consultório, eu converso com meus pacientes sobre as causas da depressão e, além de falar, eu levo o paciente até um lugar onde ele possa mexer na terra, onde ele vai plantar e colher. Qualquer atividade que desligue seu cérebro desse mundo tão acelerado vai te fazer bem. Isso realmente tem um efeito muito benéfico. A gente tem que desacelerar e acreditar que estamos pagando com a vida esse insucesso”, explica o doutor.

Outras atividades podem contribuir para resultados positivos no tratamento contra a depressão, como dança, pintura, esportes, etc. “Isso faz muito bem para o seu humor, diminui a depressão e aumenta a qualidade de vida”, conclui Dário Martins.
 
Diagnóstico

De acordo com o Minisrério da Saúde, o diagnóstico da depressão é clínico, feito pelo médico após coleta completa da história do paciente e realização de um exame do estado mental. Não existe exames laboratoriais específicos para diagnosticar depressão.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link