Notícias

Fifa apresenta o logotipo oficial da Copa do Mundo de 2022, no Catar

Por Agência Estado, 03/09/2019 às 20:11
atualizado em: 03/09/2019 às 20:16

Texto:

Foto: Divulgação/Fifa
Divulgação/Fifa

A Fifa divulgou nesta terça-feira o logotipo oficial da próxima Copa do Mundo, que será realizada no Catar entre os dias 21 de novembro e 18 de dezembro de 2022. O emblema conta com as cores da bandeira do país-sede, sendo que é predominantemente branco e possui detalhes em marrom.

O símbolo do Mundial, que marcará a última edição da competição com o formato de 32 seleções, é inspirado nos contornos do troféu da Fifa que é entregue aos campeões do mundo e foi desenhando com um loop ininterrupto formando o número 8, em alusão ao número de estádios construídos para a primeira Copa que ocorrerá no Oriente Médio.

Ao apresentar o novo logotipo, em Doha, a capital catariana, a entidade que controla o futebol mundial também destacou que "as curvas agitadas do emblema representam as ondulações das dunas do deserto" e enfatizou que o seu formato em loop serve para simbolizar o "infinito, refletindo a natureza interconectada do evento".

A Fifa ainda revelou que o design do emblema também extrai "inspiração de um tradicional xale de lã", em uma consequência do fato de que o Mundial será disputado durante o período de inverno no Catar. Por causa do severo verão que sempre ocorre no meio do ano no país, com temperaturas e umidade altíssimas, inviáveis para a prática do futebol, a Copa teve de ser marcada para o final de 2022, quebrando uma longa tradição da competição, normalmente realizada entre os meses de junho e julho.

Em alusão ao ano de disputa da Copa, a revelação do logotipo ocorreu às 20h22 (horário local) desta terça-feira, em Doha, e a sua imagem foi projetada em edifícios da capital catariana, entre os quais o Forte Zubara, uma fortaleza militar histórica do país construída em 1938.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link