Auto Truck CPM Interno

Notícias

Morre no Hospital João XXIII piloto de avião que caiu no bairro Caiçara, em Belo Horizonte

Por Redação, 22/10/2019 às 16:21
atualizado em: 22/10/2019 às 19:00

Texto:

Foto: Reprodução/Rede social
Reprodução/Rede social

O piloto do avião que caiu no bairro Caiçara, na região Noroeste de Belo Horizonte, Allan Duarte, de 29 anos, que teve quase 100% do corpo queimado, teve a morte confirmada na tarde desta terça-feira pelo Hospital João XXIII, onde ele estava internado. É a quarta morte causada pelo acidente.

Outros três homens morreram no momento da queda: o pedreiro Pedro Antônio Barbosa, de 54 anos, que estava em um carro atingido pela aeronave; o colega de trabalho dele, Paulo Jorge de Almeida, de 61, que estava fora do carro; e um passageiro do avião, Hugo Fonseca da Silva, de 38 anos.

Leia também: Moradores próximos ao aeroporto relatam medo
Leia também: Aeroporto Carlos Prates tem baixo índice de acidente aeronáutico, afirma especialista

As outras duas vítimas, que ficaram feridas, seguem internadas no João XXIII. Srrael Campras, de 33 anos, teve 50% do corpo queimado e está em estado grave, mas estável, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Thiago Torres, de 32, teve 55% do corpo queimado e foi transferido para o Centro de Terapia Intensiva (CTI) da Unidade de Tratamento de Queimados. Ele está em estado grave, mas estável e aguarda nova cirurgia nesta semana.

O acidente

O avião de pequeno porte caiu por volta de 8h15 dessa segunda (21) na rua Minerva com Rosinha Sigaud, pouco após decolar do Aeroporto Carlos Prates, que fica perto dali, também na região Noroeste da cidade.

O acidente será investigado pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link