Notícias

‘Nos sentimos abandonados’, dizem moradores que vivem sem serviços básicos na Grande BH

Por Redação , 12/11/2019 às 08:28
atualizado em: 12/11/2019 às 11:22

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00

Moradores de Belo Horizonte e região metropolitana denunciaram à Itatiaia que não podem contar com serviços básicos, como água encanada, energia elétrica e saneamento básico. A população reclama de total descaso e diz que se sente esquecida. Nas ruas visitadas pela reportagem, o esgoto corre a céu aberto e não há nenhum tipo de saneamento. 

Ouça a matéria completa com o repórter Clever Ribeiro 

Em Esmeraldas, na Grande BH, o morador Jurandir Bastos, de 38 anos, que mora na rua Vaticano, bairro Recanto Verde, diz que não tem sequer luz. “Para você ter algum comprovante de endereço, tem que pedir os vizinhos da rua ao lado, que é asfaltada e tem energia, com água encanada. É como se a gente fosse bicho. Estamos isolados”. 

Maria de Lourdes Ferreira Alves diz que se pudesse já teria deixado a residência. “Só Jesus na causa. Água e energia a gente puxa dos vizinhos. Nós nos sentimos abandonados. O esgoto é isso aqui, a água passa na rua”. 

No bairro Liberdade 2, que pertence a Contagem e está próximo a Ribeirão das Neves, o cenário é o mesmo, como conta a vendedora Gracielle Rodrigues Martins, de 33 anos. “Aqui a gente não tem encanação de água, esgoto e instalação da Cemig. A gente tem é fossa, portanto que você pode ver o tanto de barata que está saindo e infestando nossas casas”. 

A moradora também cita problemas com iluminação pública e cita falta de linhas de transporte coletivo que atendam o local. “Chega no calor a gente fica é cinco, seis dias sem água. A gente fica aqui praticamente largado”. 

Em nota, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) diz que está lidando, desde 2017, com a expansão das áreas de ocupação e vem se empenhando para melhorar as condições de vida das famílias que vivem nesses locais.

Já a Prefeitura de Contagem informa que a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação se comprometeu a enviar à Copasa ofício autorizando a regulamentação da água e esgoto no bairro Liberdade 2.

Em relação à Cemig, os moradores interessados devem comparecer à Subsecretaria de Habitação para que seja feita a análise individual e emitido o Certificado de Área de Interesse Social, para a autorização de ligamento de energia elétrica pela Estatal.

A Secretaria de Obras do município afirma que deve se reunir com moradores para apresentar uma solução quanto ao pavimento das vias e a Transcon diz que já solicitou a ampliação do número de viagens da linha 6350.

A Itatiaia entrou em contato com a prefeitura de Esmeraldas e ainda aguarda um posicionamento.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link