Auto Truck CPM Interno

Notícias

Rui Costa vê dificuldades para Atlético ficar com Nathan e evita falar sobre renovação de Elias

Por Redação , 22/10/2019 às 20:34
atualizado em: 23/10/2019 às 13:05

Texto:

Foto: Bruno Cantini / Atlético
Bruno Cantini / Atlético

A permanência do meia Nathan no Atlético em 2020 é incerta. Emprestado pelo Chelsea-ING até dezembro deste ano, o jogador tem se destacado nas últimas partidas atuando como volante e se tornou uma peça importante no clube. Mas o diretor de futebol, Rui Costa, acredita que será difícil a renovação do empréstimo.

“É um jogador que tem opções já estabelecidas bem antes da minha chegada. São valores importantes, tenho que considerar isso. Quando renovamos com o Nathan por mais seis meses, tinha absoluta convicção que ele daria este retorno que está dando”, disse o dirigente nesta terça-feira após a reunião prévia do conselho técnico do Campeonato Mineiro de 2020, realizado no Mineirão.

“Agora, o Nathan é uma realidade. Mas não posso dizer que posso garantir a presença dele ano que vem. Estamos trabalhando para isso, mas os valores, característica do contrato é bem semelhante com aquela que encontrei aqui. O importante é que ele tem mais esse tempo conosco e temos que valorizar”, completou.

Nathan chegou ao Atlético em julho de 2018 por empréstimo de um ano indicado pelo então diretor de futebol Alexandre Gallo. Quando Rui Costa foi contratado, negociou a renovação do empréstimo por mais seis meses. Neste um ano e meio, o armador foi pouco utilizado, mas acabou ganhando mais chances recentemente e se destacou como volante, após a lesão de Jair.

Após a vitória sobre o Santos, no último domingo, Nathan disse que não houve avanço nas negociações, mas deseja ficar no Atlético. “Ainda não teve nenhum avanço, mas eu já expressei a minha vontade para o meu pai e para os meus empresários. A minha vontade é ficar aqui, criei uma identificação muito grande com a torcida e com o clube”, declarou.

Elias

Em relação ao volante Elias, o diretor de futebol desconversou e não cravou negociações para ficar com o jogador, cujo contrato se encerra em janeiro de 2020.

“Acho que temos que pensar no Elias no momento atual dele no clube. Sempre tratei essa questão com seus representantes e nunca foi um atleta que usou isso para se dedicar mais ou menos. Prefiro falar do Elias sobre o atual momento de contrato do que fazer previsões. Ele é uma liderança, uma peça importante. Prefiro falar do Elias sobre o seu papel atual. O que eu tinha que fazer e falar sobre o assunto, já foi feito e falado. Temos que nos concentrar nesta reta final de Campeonato Brasileiro”, finalizou.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link