Notícias

Seleção feminina de futebol derrota Polônia em amistoso e Pia mantém invencibilidade

Por Agência Brasil , 08/10/2019 às 18:26
atualizado em: 08/10/2019 às 18:52

Texto:

Foto: Daniela Porcelli / CBF
Daniela Porcelli / CBF

A seleção feminina de futebol do Brasil derrotou a Polônia por 3 a 1 nesta terça-feira em amistoso realizado na cidade polonesa de Kielce. Com esta vitória a técnica sueca Pia Sundhage manteve a invencibilidade no comando da equipe.

Nesta partida a comandante do Brasil realizou muitas mudanças na equipe titular. Em comparação à equipe que começou jogando na vitória de 2 a 1 sobre a Inglaterra no último sábado (5), foram seis novidades.

O jogo

O primeiro gol da partida não demorou a sair. Aos 9 minutos do primeiro tempo a meia Formiga venceu a goleira Kiedrzynek com boa finalização de cabeça após cobrança de escanteio de Andressa Alves.

Com a vantagem no marcador a equipe brasileira passou a valorizar a posse de bola, mas não conseguia transformar este domínio em gols. Já a Polônia se limitava a contra-atacar quando encontrava espaço. Com isto o placar não sofreu mudanças até o intervalo.

O segundo gol brasileiro saiu apenas aos 4 minutos da etapa final. Debinha, que entrou no intervalo, avançou pela direita, chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro para o meio da área, onde Tamires chegou batendo de primeira.

Porém, a Polônia não desanimou, e aos 12 minutos conseguiu descontar. A zagueira Mesjasz fez de cabeça após a bola ser levantada na área da goleira Bárbara em cobrança de falta.

Mas o Brasil continuava melhor na partida. E, aos 34, chegou ao seu terceiro gol. Ludmila recebe na entrada da área, avança na técnica e na raça e cruza para Debinha escorar para o fundo das redes.

Invencibilidade de Pia

Com a vitória desta terça sobre a Polônia a técnica Pia Sundhage mantém a invencibilidade no comando da equipe brasileira, quando se considera apenas o tempo regulamentar das partidas. São três vitórias (5 a 0 sobre a Argentina, 2 a 1 sobre a Inglaterra e 3 a 1 sobre a Polônia), além de um empate sem gols com o Chile (a equipe brasileira perdeu na disputa de pênaltis).


 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link