Notícias

Tímida, festa de encerramento da Copa América não empolga torcedores no Maracanã

Por Agência Estado, 07/07/2019 às 19:02
atualizado em: 07/07/2019 às 19:46

Texto:


Foi uma cerimônia visualmente bonita, mas nem a presença de Anitta no palco foi suficiente para empolgar o público que foi ao Maracanã acompanhar a final da Copa América entre Brasil e Peru. A festa de encerramento que precedeu ao jogo começou com cinco minutos de atraso, durou outros dez e contou com um erro da organização na montagem do palco.

A estrutura, montada no centro do gramado, tinha o formato da América do Sul. No meio, havia o slogan da Copa América do Brasil, "Vibra o continente". Mas, na pressa para montar o palco parte da palavra "continente" foi colocada de ponta-cabeça – e talvez até fizesse sentido.

A cerimônia começou com Matias Fernandes, campeão da Copa América pelo Chile em 2015, carregando o troféu até o palco. No gramado - coberto com uma lona - cerca de 400 pessoas, entre músicos e dançarinos, fizeram um rápido espetáculo. Na parte final, a brasileira Anitta e o porto-riquenho Pedro Capó cantaram a música tema da competição. A apresentação terminou com Anitta fazendo uma referência ao músico e compositor João Gilberto, que morreu no sábado.

A festa foi encerrada na sequência com fogos em torno do gramado que coincidiram com a entrada das duas seleções em campo. O ponto alto, contudo, veio antes de a bola rolar, quando praticamente o estádio inteiro, depois de cantar o hino nacional à capela a pleno pulmões, acompanhou os jogadores no minuto de silêncio em homenagem a João Gilberto.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link