Notícias

Café Palhares serve há décadas PF mais conhecido de BH e foi até ‘plantão esportivo’

Por Redação, 14/08/2019 às 15:04
atualizado em: 14/08/2019 às 21:21

Texto:

Foto: Café Palhares/Divulgação
Café Palhares/Divulgação

O Café Palhares tem 81 anos e começou vendendo lanches diversos, como cachorro quente e sanduíche de pernil, antes do KAOL (cachaça, arroz, ovo e linguiça). O principal prato da casa chegou ter mil unidades vendidas por dia e, inicialmente, era apenas a alimentação dos funcionários do local.

Um dos donos do estabelecimento, João Lúcio Ferreira, explica que uma política econômica fez com que o PF ficasse ainda mais famoso. “Houve o congelamento de preços e o prato de comida chegou a custar R$ 10 em um valor de hoje. A gente abria a casa vendendo o KAOL e a fechava vendendo KAOL. Foi um dos momentos em que o KAOL se tornou mais popular.”

Ouça a reportagem completa de Edilene Lopes

Ele conta que o bar, que fica na rua dos Tupinambás, número 638, no Centro, chegou a ser ponto de venda de ingressos para jogos e de informe de placares de futebol. “A gente tinha um placar aqui na frente da casa em que a gente escrevia os resultados. Depois da reforma isso veio mudando um pouquinho. Na década de 70 a gente fazia excursões para jogos do Atlético, principalmente”, recorda-se.

Itatiaia

O operador de caixa do Café Palhares, Edson Geraldo Soares, trabalha no local há 50 anos. “Quando eu vim para cá minha intenção era só trabalhar, pegar o meu e mais nada. Acontece que veio a convivência, a gente foi gostando, se adaptando, quando se deu conta estava mais ou menos enraizado”, afirma.

O estabelecimento funciona de segunda a sexta-feira, de 7h às 22h, e sábado, de 7h às 21h.

Confira outras reportagens da série:

Histórias e curiosidades do quase centenário Bar do Orlando, no Santa Tereza
Tip Top: o restaurante mais antigo de BH e que sempre foi administrado por mulheres
Dono de um dos bolinhos de carne mais famosos de BH, Café Bahia vai completar 82 anos

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️ Confira mais uma história do #ItatiaiaNãoPerdeClássico! #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O setor ainda opera 13,5% aquém do patamar de fevereiro, antes que a crise sanitária provocada pela pandemia tivesse chegado ao país. #Itatiaia

    Acessar Link