Notícias

Entidade que representa servidores da segurança de Minas tenta liminar para impedir tramitação da reforma 

Por Redação , 12/07/2020 às 11:01
atualizado em: 12/07/2020 às 18:05

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Daniel Protzner /ALMG
Daniel Protzner /ALMG

Entidades que representam servidores da Polícia Civil e outras categorias da Segurança Pública recorreram à Justiça para impedir a tramitação da reforma da Previdência na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). 

Ouça as informações com Edilene Lopes!

Eles esperam obter uma liminar nesta semana, como destaca Aline Risi, presidente do Sindicato dos Escrivães de Polícia de Minas Gerais (Sindep-MG). 

“Impetramos um mandado de segurança com um pedido de liminar”, disse Risi. “Nós não aceitamos o governador enviar para a assembleia um pacote de maldade em plena época de pandemia, sem poder ter a participação popular, sem poder ter a participação das entidades de classe, sem a gente conseguir discutir, efetivamente, em caráter democrático a reforma da Previdência, que não é uma reforma qualquer. É a reforma que vai alterar a Constituição, que é carta do povo”, disse.
 

 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'O projeto introduz dispositivos claros e objetivos, com penalidade para aqueles que prestarem informações falsas ou deixarem de executar as medidas compensatórias', defend...

    Acessar Link